Sessões Lendas Sublimes | Como revolucionar o seu negócio? Garanta aqui a sua presença!

SAIBA MAIS

23 Formas de recompensar os seus funcionários de forma original

16/04/2019
por José Ferreira

Todos os funcionários de uma empresa, loja e instituição gostam de ser recompensados pelo seu trabalho e dedicação, neste artigo enumeramos mais de 20 formas para um patrão, diretor ou gestor de equipa poder o fazer.


Confirma em baixo as 23 formas:


1. Horários flexíveis: permita que a sua equipa trabalhe quando se sente mais rentável. A flexibilidade pode ser valiosa para quem trabalha consigo.


2. Uma nota de agradecimento: dizer “obrigado” sobre alguma acção específica pode ser muito recompensadora. Faça-o individualmente mas de forma autêntica, como por exemplo, deixar uma nota em cima da secretária ou no cacifo.


3. O escritório do chefe: troque de secretária com o seu empregado, por um dia. Cada um continua com as suas funções mas em espaços de trabalho diferentes.


4. Estacionamento privilegiado: recompense os seus funcionários com um lugar de estacionamento principal.


5. Dia de folga à escolha: ter um dia de folga é sempre recompensador, principalmente quando podem escolher o dia.


6. Excursão: leve os seus funcionários para uma visita às instalações de um fornecedor, por exemplo. É uma forma divertida de aprender mais sobre quem trabalha convosco.


7. Café Gourmet: substitua o café habitual por uma seleção de cafés gourmet exclusivamente para a equipa.


8. Pequeno-almoço: ofereça um pequeno-almoço diversificado à sua equipa e ajude-os a servirem-se.


9. Carros a brilhar: contrate alguém para lavar os carros dos funcionários enquanto estão a trabalhar.


10. Atribua um nome: nomeie um espaço no seu escritório com o nome do melhor funcionário do mês. Vá alterando o nome todos os meses.


11. Formação: pergunte-lhes o que gostavam de aprender e contrate um formador para realizar uma sessão – aula de culinária, por exemplo.


12. Agradeça: Apenas diga “Obrigado”. É uma palavra bastante poderosa e por vezes basta ser sincero para o empregado se sentir reconhecido.


13. Bilhetes da lotaria: dê-lhes a hipótese de ganharem dinheiros oferecendo bilhetes para lotarias e outros jogos.


14. Musica: se o seu escritório tem música de fundo, deixe os seus funcionários definirem a playlist por um dia.


15. Empregado do mês: atribua este título mensalmente e recompense o funcionário eleito.


16. Reuniões: quando um funcionário tem uma boa ideia ou finaliza um projeto faça-lhe referência nas reuniões da empresa.


17. Dia da família: escolha um dia em que os funcionários possam trazer a família para a empresa para alguma atividade.


18. Churrasco: organize um almoço churrasco para os funcionários e as suas famílias.


19. Decorar nomes: decore o nome de todos na empresa e utilize-os. Por exemplo, em vez de apenas agradecer diga “Obrigado João”.


20. Prémios de carreira: faça um quadro onde reconhece todas as pessoas que já trabalharam na empresa pelo menos um ano.


21. Dia da Inovação: reserve meio dia na semana onde possam trabalhar num projeto pessoal ou em algo que queiram desenvolver.

22. Atribuir nomes: atribua o nome de um funcionário a um produto ou prémio que ele tenha sugerido.

23. Respeito mútuo: todas as formas de reconhecimento podem ser desvalorizadas se não respeitar os seus colaboradores em tudo o que faz e diz

Saiba quais são os 5 pontos de uma carne grelhada

10/04/2019
por José Ferreira

Nos estabelecimentos que se trabalha e se confeciona pratos mais elaborados, como carnes e peixes, os cliente na hora de pedir o nível de ponto de carne são muitos exigentes, e compete então aos funcionários da casa, empregados de mesa e cozinheiros saber quais os níveis e nomes dos pontos de grelhados da carne.

 

1 - SELADA 

Tempo na grelha: 1 minuto (30 segundos de cada lado)
Resultado: levemente cozida na superfície e crua no interior

 

2 - MAL PASSADA

Tempo na grelha: 2 minutos (1 minuto de cada lado)
Resultado: a carne ganha uma crosta acastanhada e o interior continua vermelho vivo

 

3 - AO PONTO

Tempo na grelha: 4 minutos (2 minutos de cada lado)
Resultado: a superfície fica uniforme e caramelizada e no centro permanece um tom rosado

 

4 - AO PONTO PARA BEM

Tempo na grelha: 5 minutos (2 minutos e meio de cada lado)
Resultado: exterior já bastante cozinhado; o tom rosado no centro é reduzido

 

5 - BEM PASSADO

Tempo na grelha: 7 minutos (3 minutos e meio de cada lado)
Resultado: carne cozida de forma uniforme num tom escuro; grande parte dos sucos da carne perderam-se

O que é a limpeza codificada por cores na restauração e como funciona?

05/04/2019
por José Ferreira

A limpeza codificada por cores é o processo de cores designadas para equipamentos de limpeza em certas áreas de um local, reduzindo a propagação de germes por todas as áreas e aumentando a higiene numa empresa ou em casa. As quatro cores principais são usadas para separar áreas como bares, áreas públicas, áreas de preparação de comida e cozinhas, casas de banho, são o vermelho, azul, verde e amarelo.

A codificação de cores é utilizada por uma variedade de indústrias e negócios onde a saúde e a segurança são primordiais, em especial a restauração e os cuidados de saúde, uma vez que a contaminação cruzada levará a doenças. As cores dos equipamentos de limpeza são representativas na sua área de uso. Por exemplo, não gostaria de limpar o chão de uma cozinha com uma esfregona que foi usada anteriormente para limpar o chão da casa de banho. A codificação de cores pode ser dividida em 4 áreas:

Áreas públicas - como entradas, receções e corredores
Lavatórios e sanitas - isto pode incluir banheiros e casas de banho
Restaurante e bar - incluindo salas de jantar e espaços de café
Cozinha e áreas de preparação de alimentos - qualquer cozinha, estação de comida ou área onde os alimentos são mantidos e/ou preparados
Para que este sistema funcione, precisará de atribuir um esfregão diferente (e outro equipamento de limpeza) a cada área, com uma pega colorida, cabeça ou cerdas para torná-lo facilmente identificável. Este sistema de limpeza higiénico pode ser aplicado a qualquer equipamento de limpeza que seja usado em cada área; desde esfregonas e escovas aos panos e luvas.

Três Itens Codificados Por Cores Que Deveria Ter
Então, quais são os itens codificados por cores que podem ajudá-lo a manter o seu negócio o mais higiénico possível? A lista é extensa, mas aqui estão os três primeiros que pensamos que cada negócio deve ter como prioridade:

- Esfregonas
- Balde de Esfregonas
- Apanhador e Vassoura


Com estes três itens, deverá garantir que a higiene das suas instalações nunca escorrega. Extras, como panos de limpeza e baldes de limpeza também devem ser considerados, para um ambiente de limpeza completo e rigoroso, codificado por cores.

A coordenação das cores dos produtos de limpeza pode variar de empresa para empresa e o sistema que escolhe depende inteiramente de si. No entanto, o guia acima é o sistema mais amplamente aceite na maioria dos estabelecimentos de restauração. A cor que atribui a cada área é uma escolha sua, desde que os seus membros de equipa sejam treinados no sistema que escolher. Contudo, existem leis e regulamentos para o estabelecimento de cuidados de saúde que devem ser seguidos para garantir o cuidado ao paciente.

O uso de equipamentos de limpeza codificados por cores é particularmente útil e tem sido amplamente adotado pela indústria da restauração, bem como pelos escritórios, fábricas e setor retalhista. Isto garante que o ambiente de vida e trabalho das pessoas esteja seguro, saudável e higiénico. Escolher empregar um sistema de cores no seu local de trabalho pode tornar a limpeza fácil, eficiente e, por sua vez, aumentar a higiene geral e o asseio.

Usar uma única esfregona para limpar todos os chãos de um restaurante, por exemplo, pode espalhar bactérias dos lavatórios e sanitas para a cozinha e áreas de preparação de alimentos. Isto traz um risco inerente de contaminação cruzada e consequentemente, gera doenças.

A aplicação de um sistema codificado por cores para segregar áreas sensíveis de uma área para a outra, é a forma mais eficiente e efetiva de reduzir o risco de contaminação cruzada.

Visite ainda aqui o site da Cada da Higiene para ecomendar já os seus utensílios de limpeza

Dicas a ter em conta para avançar num projeto no mundo da restauração.

01/04/2019
por José Ferreira

Este artigo irá dar algumas dicas sobre aspectos a ter em conta para abrir um estabelecimento de restauração, disponibilizamos também o guia que destina-se a todos os que pretendem abrir um restaurante, café, bar ou outro tipo de estabelecimento de restauração ou de bebidas.

Mas antes pode dar uma vista de olhos por algumas dicas para abrir o seu negócio.

Legislação

- Decreto-Lei n.º 234/2007 de 19 de Junho: regime jurídico da instalação e funcionamento dos estabelecimentos de restauração ou de bebida;

- Decreto Regulamentar n.º 20/2008 de 27 de Novembro: requisitos mínimos de estrutura e funcionamento dos restaurantes e similares;

- Decreto-Lei n.º 67/98, de 18 de Março: define todas as questões relacionadas com a higiene e segurança alimentar.

- Lei nº 37/2007, de 14 de Agosto: se pretende vender tabaco no seu espaço;

- Lei n.º 60/2007 de 4 de Setembro: se o espaço necessitar de obras de construção ou modificação.

Localização

Para um negócio de café/pastelaria/casa de chá é de inegável importância que a escolha da localização recaia sobre uma área idealmente movimentada, com visibilidade e que, ao mesmo tempo, tenha um valor de arrendamento competitivo e acessível. Uma localização perto de empresas, escritórios, escolas, feiras e grandes zonas residenciais é sempre recomendada.

Recursos humanos

Gerente (se necessário)

Equipa de Limpeza

Cozinheira (se necessário)

Empregados (balcão e mesa)

Despesas de Investimento

- Imóvel / Obras de remodelação do espaço (caso necessário);

- Equipamento básico (balcão, expositores, zona de mesas e cadeiras, zona de esplanada etc);

- Equipamento técnico (máquina de café, máquina de lavar-loiça, torradeira, tostadeira, etc)

- Equipamento de Cozinha (forno, fogão, etc);

- Decoração do espaço;

- Sistema de Climatização;

- Sistema de som e imagem;

- Licenças;

- Equipamento informático;

- Software;

- Encargos com a constituição da empresa;

- Outros custos (é muito importante haver uma rubrica para gastos não previstos).

Custos Fixos

- Fornecedores (chá, café, pastelaria, padaria, etc);

- Salários;

- Renda;

- Pagamento de empréstimo (se for o caso);

- Consumíveis (água, luz, internet, telefone, gás, televisão);

- Limpeza;

- Contabilidade;

- Seguros;

- Higiene e Segurança no Trabalho & Higiene e Segurança Alimentar;

- Marketing, Promoção e Publicidade;

- Manutenção de equipamentos.

Contactos Úteis

Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE)

Turismo de Portugal

Direção-Geral das Atividades Económicas

Direção-geral da Saúde

Autoridade para as Condições de Trabalho

Certif - Associação para Certificação de Produtos

Comissão Europeia

Portal da Segurança Alimentar

Portal do Consumidor

Guia completo da DGAE para poder abrir um estabelecimento

Última grande dica:

Agende uma visita por parte do nosso agente e saiba das condições e produtos especiais que teremos para si na abertura do seu negócio.

O que é afinal um Smoothie?

26/03/2019
por José Ferreira

A mania de smoothies começou na década dos anos 60, na California - Estados Unidos.
A bebida nasceu devido à necessidade de se consumir produtos energéticos e com baixas caloria e gorduras. Outros tipos de smoothies de frutas também podem ser encontrados em várias partes do mundo.

Smoothies são deliciosas misturas de sumos com frutas, verduras, iogurtes, gelados e muitos outros ingredientes. O ideal até é mesmo que todos os ingredientes sejam utilizados algo gelados ou até mesmo congelados, já que a bebida deve ter uma consistência algo cremosa, assim como a de um milkshake.

Nós na Lendas Sublimes, possuimos dois tipos de Smoothies, os Smoothies normais com sabores como Smoothies de Chocolate, de Caramelo, Frutos Vermelhos, Kiwi e entre outos sabores.

E Smoothies com Iogurte, igualmente com sabores mas com a junção de iogurte e ainda pedaços de fruta.

Smoothies de frutas e iogurte são opções deliciosas e saudáveis para o café da manhã ou lanche da tarde.
Quando conseguir acertar a proporção entre os ingredientes, basta que você experimente várias alternativas diferentes até achar o que gosta mais.

Dicas para escolher mobiliário para hotelaria e restauração

19/03/2019
por José Ferreira

5 dicas para escolher o mobiliário certo para o seu espaço e dê um toque mais atrativo e requintado ao seu negócio.

1 - Escolha o mobiliário de acordo com o conceito do seu espaço

Para escolher o mobiliário ideal para hotelaria e restauração é preciso ter em atenção o conceito do seu espaço, isto é, defina o seu tipo de espaço: familiar, de luxo, mais citadino ou rural, entre outras opções. É natural que um comércio mais citadino opte por mobílias mais modernas e vanguardistas, ao passo que um espaço mais rural opte por elementos de decoração mais vintage ou rústicos.

2 - Concentre-se na funcionalidade e no conforto do mobiliário

Apesar do estilo e do design do mobiliário para hotelaria e restauração serem importantes na criação de um ambiente favorável, é necessário que se concentre na funcionalidade e no conforto que as principais peças mobiliárias, como as cadeiras, mesas, bancos de hotelaria, espreguiçadeiras ou chaise loungue, vão proporcionar aos seus clientes. As peças de mobiliário mais cómodo e funcionais ajudam os clientes a sentirem-se “em casa”, mesmo que esta esteja a quilómetros de distância.

3 - Atente para a qualidade de fabrico do mobiliário escolhido

A qualidade de fabrico do mobiliário para hotelaria e restauração é um dos aspetos mais importantes e vantajosos para o seu negócio. Deverá ter em consideração a alta qualidade, a durabilidade e a resistência dos materiais escolhidos, pois assim evitará manutenções constantes ou trocas e gastos desnecessários.

Tenha em atenção que nem todas as mesas ou cadeiras são adequadas para o seu espaço hoteleiro e que há soluções simples e baratas que, mais tarde ou mais cedo, se revelam más opções de compra e que precisam de ser substituídas a curto/médio prazo.

4 - Não se esqueça do ambiente onde o mobiliário vai ser inserido

O conceito do espaço influencia a escolha do mobiliário, mas o local onde o mesmo vai ser inserido também. Certifique-se que o mobiliário escolhido vai contribuir para a criação de uma atmosfera única do seu negócio e que, de certa forma, vai provocar emoções distintas em cada um dos seus clientes.

Um ambiente descontraído e acolhedor? Minimalista e moderno? Seja qual for o estilo escolhido para o seu estabelecimento, garanta que o mobiliário para hotelaria e restauração corresponde à sua intenção. Se, por exemplo, o seu espaço comercial convidar à permanência por largos períodos de tempo, é natural que tenha bancos, cadeiras ergonómicas, sofás ou espreguiçadeiras extremamente cómodas e confortáveis para que os seus clientes se sintam agradados e tenham uma ótima experiência de utilização.

5 - Tenha em consideração a experiência do fornecedor de mobiliário

Um dos aspetos de maior relevância na escolha do mobiliário para hotelaria e restauração é a experiência do fornecedor no mercado e, consequentemente, a sua boa reputação. Procure por empresas que produzam produtos esteticamente bonitos e vanguardistas e que, acima de tudo, invistam em qualidade.

O local perfeito para Sublimes Prazeres

03/10/2017
por João Costa

O local perfeito para Sublimes Prazeres

…Num lugar inesperado ou numa região com destino marcado, encontras o local perfeito para tornar o teu dia mágico…

Numa mística envolvente entre a simpatia discreta mas elegante de um funcionário competente, com uma decoração contemporânea associada a design “vintage”, encontras um lugar ideal para desfrutares de sublimes prazeres…

…Sozinho, a dois, em família, com amigos, em reuniões de trabalho, entre conversas formais e informais…. num relato intenso da vida diária, sentes a paz de que tanto necessitas, a energia para continuar a abraçar todos os momentos e torná-los únicos, irrepetíveis e imensuráveis. Que aliciante ter memórias que queremos repetir em gestos de rotina que se tornam insubstituíveis…

A curiosidade e a vontade de experimentar fizeram nos pedir a carta do estabelecimento…num requinte inesperado… fizemos o nosso pedido…no momento a seguir, prontamente e com eficiência, fomos presenteados com sabores inigualáveis, saboreamos um belíssimo crepe com compota gourmet e um cappuccino de rara qualidade e comparação….

A certeza do regresso…..

A vontade em voltar….de provar…de sentir!

Na mente…ficou o frappé, o chocolate quente, o pão torrado de noz, os smoothies, o chococream

Sem resistir…torna-se numa Lenda Sublime!

Ir, ficar, saborear e voltar!

Lendas Sublimes

Blends

18/09/2017
por João Costa

Mais do que uma ideia torna-se uma opinião decisiva. O conceito de partilhar o que é nosso dando a conhecer através do nosso blogue a nossa empresa…

Atualmente, a palavra “bends” sussurra nos nossos ouvidos… De que se trata é… nada mais que…

Nas infusões onde se misturam outras plantas com o chá branco, preto, verde ou vermelho dá-se o nome de blends. Nomeadamente, a mistura de chás ou infusões com frutas e ervas ou a mistura do chá com frutas, especiarias e flores.

Todos estes processos são selecionados para efetuar uma bebida reconfortante com aroma, corpo e sabor especial e equilibrado.

Estudos recentes mencionam que a primeira receita de blends teve origem na Inglaterra, para oferecer como presente ao conde “Charles Grey”. Sabe-se que na China os imperadores eram presenteados com a mistura de combinações exóticas, flores, ervas e especiarias…

Para oferecer a quem merece….sugerimos os seguintes blends:
- Chá preto com extrato de bergamota (fruta cítrica)
- Hibisco + maçã desidratada +hortelã + pêssego desidratado
- Jasmim + cascas de laranjas desidratadas + cravinho
- Chá preto + botão de rosas
- Chá branco + chá preto + canela + anis-estrelado
- Chá preto + capim-limão

Uhhhhhh!
Que cheirinho e sabor inconfundíveis…de…

Lendas Sublimes

A diferença entre chás e infusões…

18/09/2017
por João Costa

A diferença entre chás e infusões

Mais do que uma ideia torna-se uma realidade. O conceito de partilhar o que é nosso dando a conhecer através do nosso blogue a nossa empresa…

Refletindo…

Presentemente, a sociedade portuguesa tem vindo gradualmente e numa atitude de grande envolvência a aumentar, diariamente, o consumo de chás e infusões.

Este consumo está relacionado com questões terapêuticas, sociais e de prazeres únicos, associados à adoção de um novo estilo de vida mais saudável.

Numa forma muito generalista ainda predomina uma grande confusão nas definições e na utilização correta do significado de chá e infusão.

Simplificando, chá refere-se, única e exclusivamente, à bebida preparada com as folhas da planta denominada de Camélia (Camellia sinensis). Quando a planta da Camélia é seca, através de métodos naturais ou industriais, e mediante processos químicos que ocorrem nas suas folhas, através de oxidação ou fermentação, o chá pode ser branco, verde, preto ou vermelho. O chá possui o estimulante teína.

Infusão é o processo de imersão de diferentes plantas, folhas, raízes, sementes diretamente na água quente.

Quando consumimos uma infusão feita com outra planta qualquer que não a planta da Camélia que é o Chá, deveremos sempre referir-nos a esta como infusão de… hortelã, gengibre, menta, canela, camomila, cidreira, jasmim, erva-doce, cascas de fruto como o limão, a laranja e o abacaxi, entre outros…E não chá de… para evitar confusão e criar cultura de consumo, já que diferentes infusões têm diferentes sabores, características e propriedades.

Lendas Sublimes

Tisanas

18/09/2017
por João Costa

Mais do que uma ideia torna-se uma certeza. O conceito de partilhar o que é nosso dando a conhecer através do nosso blogue a nossa empresa…

Hoje, iremos abordar a definição de Tisana.

Tisana é uma infusão de ervas medicinais, ou seja, a imersão de ervas com fins terapêuticos em água fervente, como as sementes de funcho, a cidreira, a flor de sabugueiro, as folhas de urtiga, a tília, a flor de alfazema, entre muitas outras….

Para a alergia, sugere-se a infusão de folhas de urtiga e de sabugueiro, como diurético aconselhamos a infusão de folhas dente de leão, como calmantes a infusão de camomila, de flor de alfazema, de erva-cidreira e de tília (auxilia também as dores de cabeça), para reumatismo a infusão de alecrim, para problemas relacionados com gastrites a infusão de camomila, hortelã-pimenta e sementes de funcho, como tónico e anti-febril a infusão de carqueja-doce, para a gripe e constipações as infusões de flor de sabugueiro, de erva cidreira, de tília, de hortelã-pimenta e de tomilho…

Fique bem com…

Lendas Sublimes

Comentários

Sem comentários

Deixe-nos a sua opinião