Sessões Lendas Sublimes | Como revolucionar o seu negócio? Garanta aqui a sua presença!

SAIBA MAIS

Normas de segurança e vigilância em estabelecimentos de restauração

13/06/2019
por Luís Magalhães
vigilância
No passado dia 24 de maio de 2019, foi publicada a Lei n.º 35/2019, que procede à primeira alteração do Decreto-Lei n.º 135/2014, de 8 de setembro, e que versa sobre as medidas de segurança obrigatórias em estabelecimentos de restauração ou de bebidas que disponham de espaços ou salas destinadas a atividades de dança.

Entre as alterações estabelecidas destaca-se a obrigatoriedade dos estabelecimentos com lotação superior ou igual a 400 lugares de disporem de um Responsável pela Segurança. A esse Responsável competirá a organização e gestão da segurança do estabelecimento. Este deverá ser habilitado com formação específica de Diretor de Segurança e ser certificado pelo Departamento de Segurança Privada da Polícia de Segurança Pública.

Passa também a ser obrigatório a adoção de mecanismos de controlo de lotação, sempre que os estabelecimentos possuam lotação igual ou superior a 200 lugares. Também o segurança-porteiro no controlo de permanência se torna obrigatório nos estabelecimentos com lotação de, pelo menos, 200 lugares, a que acresce um segurança-porteiro, por cada 250 lugares, se a lotação for superior à referida.

A captação e gravação de imagem também passa a ser obrigatória em qualquer zona de acesso ao estabelecimento e em todas as áreas destinada a clientes, com a exceção das instalações sanitárias.

Foram ainda atribuídas prorrogativas às forças de segurança, tendo em vista a prevenção criminal e a gestão de meios em caso de incidente. As forças de segurança passam a poder, desde que em situações devidamente justificadas, proceder ao visionamento em tempo real das imagens recolhidas pelos sistemas de videovigilância.

O sistema de videovigilância também tem de estar obrigatoriamente associado a um sistema de alarme que alerte as forças de segurança territorialmente competentes quando necessário.

Cabe agora aos proprietários dos estabelecimentos o dever de assegurar às forças de segurança o acesso às imagens recolhidas pelos sistemas de videovigilância instalados, garantindo a conectividade dos mesmos aos centros de comando e controlo e a possibilidade de alerta para as situações de perturbação. A Lei atribui-lhes um prazo de 3 anos para promover a adaptação a estes requisitos.

Estas medidas entram em vigor no dia 22 de agosto de 2019, e o incumprimento das mesmas é punido a aplicação de coimas variáveis, com destaque para as contraordenações graves (puníveis com coima entre € 1.600,00 a € 8.000,00).

Eliminação completa dos germes da louça

06/06/2019
por Luís Magalhães
Para empresas de restauração tão importante como preparar uma boa refeição, é ter os cuidados para manter um certo nível de higiene.

A equipa de cozinha do seu estabelcimento dedica grande parte do seu tempo a cumprir regras de higiene como controlo da qualidade dos alimentos, verificação das temperaturas ideais e outros assuntos relacionados com a segurança alimentar para além de prepararem uma boa refeição. Um ponto que merece bastante atenção é a lavagem e higienização da louça.

A forma talvez mais eficaz de eliminar os germes presentes na louça é lavar a louça a temperaturas elevadas. Geralmente, lavagens a partir dos 70º eliminam a maior parte dos micro-organismos que podem ser nocivos para saúde.

As máquinas lava-louça utilizam 60º de temperatura para a lavagem e entre 70º e 90º para o enxugamento (segunda parte do ciclo).

Quando se lava a louça à mão não é possível utilizar temperaturas tão elevadas. Então, após o enxague, é recomendável deixar a louça durante 10 minutos mergulhadas em álcool 70%.

É importante relembrar que nenhum destes dois métodos esteriliza por completo a louça. A esterilização da louça só é possível por outros meios físicos como calor e pressão em autoclaves, radiação ou químicos com agentes desinfetantes próprios.

10 pequenos passos para gerir um negócio de hotelaria & restauração

28/05/2019
por José Ferreira

É dono de algum bar ou estabelecimento de hotelaria? Anda constantemente à procura de dicas para melhorar a gestão do seu estabelecimento? Está a iniciar o seu negócio e não sabe por onde começar?

Seja qual for o seu perfil confira os passos para começar com o pé direito a missão de gerir um bar.

Passo 1- Estude o seu mercado

Criar uma estrutura de negócio com uma base sólida, exige que você tenha de conhecer o panorama geral além do seu estabelecimento, saiba quem são seus concorrentes, o que há de novo no mercado, como o seu cliente compra, e o porque de ele comprar no seu estabelecimento, quais são os canais de venda mais interessantes para seu negócio e etc…

É necessário que saiba quais são os recursos que serão necessários para operar seu negócio com qualidade, por exemplo:

  • Se a localização da sua é favorável para atrair a sua clientela;
  • Como está a sua presença online;
  • O que andam a fazer os seus clientes
  • Orçamento

Passo 2 – Crie um plano de negócio para o seu negócio

Depois de estudar bem o mercado e as suas possibilidades, é a hora de criar o seu plano de negócios. 

Defina a atividade principal do seu estabelecimento, ou seja defina logo o que o seu estabelecimento terá como proposta de valor para servir aos seus clientes. Como por exemplo o que serve: iguarias, lanches, sandes, salgados, petiscos, tapas, bebidas... Aqui o importante é definir que tipo de serviço e produtos serve.

Estabeleça quais são os principais recursos de materiais e humanos necessários para operar seu negócio:

  1. Quais são os canais de venda que irá atuar? (exemplo: terá um estabelecimento com venda ao balcão ou vai implantar um atendimento de take-way e entrega ao domicílio. É possível ter os dois e vender mais?
  2. Entenda sua estrutura de custos e otimize os gastos sem perder qualidade.
  3. Quais serão as fontes de receita? Como fazer dinheiro além da operação comum do seu estabelecimento?
  4. Inove na proposta de valor, ou seja, no que você se diferencia? Entenda o que os clientes esperam.

Passo 3 – Estabeleça os processos de gestão do seu bar

Se você não tiver processos bem definidos em todas as áreas, então não há forma de gerir um estabelecimento de Hotelaria e Restauração.

Deve eliminar processos antigos e automatizar a sua operação, facilitando com isso a vida dos seus funcionários e a sua própria gestão.

Na prática, o segredo é olhar para a sua infraestrutura, estrutura de custos, atendimento, funcionários, serviços e produtos, a sua atividade chave e tudo o que norteia o negócio com uma perspetiva inovadora.

Como por exemplo, usar pedidos de encomendas eletrónicos em vez de papel.

Passo 4 – Desenvolva um bom produto e serviço no seu bar

Depois de um planeamento bem definido, você deve continuar a aprimorar os seus produtos e serviços, inovando e dando a conhecer produtos e serviços novos ao mercado. Usando por exemplo novas tecnologias.

Passo 5 – Fornecedores

Outro fator importante é manter um bom relacionamento com os fornecedores e pensar na logística das entregas.

Geralmente, os estabelecimentos como bares e cafés são pequenas empresas e por isso tendem em ir arranjar as mercadorias de fornecedores diferentes constantemente devido ao preço.

Além dessa prática não favorecer um bom relacionamento com o fornecedor, pode resultar na perda de oportunidades em futuras negociações que podem trazer vantagens ao seu negócio, existe o risco do seu cliente não reconhecer o seu produto porque a matéria-prima mudou, devido à troca de fornecedor.

Passo 6 – Controlo das receitas

Se você imaginar que vai abrir um negócio e vai ficar logo rico então está enganado. Temos que ser realistas, todo os negócios tem seu tempo de maturação e cuidar das receitas é primordial. Fique atento às sazonalidades do seu negócio, porque afinal, o processo de faturação não é linear.

Guarde e reserve alguns fundos para que no futuro você possa investir no crescimento do seu bar e monitorize todos os processos internos para evitar desperdícios.

Passo 7 – Conquiste os seus clientes

Um bom atendimento, o compromisso de entrega, dar a melhor experiência possível, manter os funcionários bem orientados e satisfeitos, oferecer um ambiente agradável, inovar e manter a qualidade nos seus produtos.

Tudo isto fará com que seus clientes se apaixonem pelo seu estabelecimento.

Passo 8- Funcionários bem coordenados

Vários estudos já apontaram que o alto índice de rotatividade no mercado de Hotelaria e Restauração deve-se a fatores de capacitação dos funcionários. 

Fator 1 – Falta de experiência na função e segmento

Fator 2 – Pouco comprometimento com a realização das atividades destinadas à sua função

Fator 3 – Falta de formação mínima para operar na função

A maneira de fazer com que o seu atendimento e operação fluam de forma estruturada e com qualidade é capacitando os seus funcionários para estes exercerem funções operacionais de acordo com cada cargo, desde o treinamento de técnicas para desempenhar um excelente atendimento, até a formações de outras áreas do seu estabelecimento.

Tome para si a responsabilidade de inovar e motivar quem você contrata e retenha talentos que um dia podem vir a ser o seu braço direito na gestão do seu estabelecimento.

Passo 9 – Divulgação do seu estabelecimento

Existem várias maneiras de divulgar o seu bar sem que você necessite de se preocupar com verbas astronômicas. A presença nas redes sociais é uma delas, pois são canais de divulgação e também de relacionamento com o cliente.

Você pode valer-se das redes sociais como um canal gratuito para divulgar as suas promoções, fazer ações de fidelização, interagir com os seus clientes e muito mais.

Passo 10- Atenção a legislação fiscal e sanitária

A fiscalização não é a inimiga, mas sim um auxílio para que todos os estabelecimentos se empenhem em manter qualidade nos processos e serviços.

Na gestão de estabelecimentos de hotelaria e restauração, é essencial manter-se em dia com o fisco e de acordo com as exigências do HCCP.

Siga as normas da higiene de manipulação dos alimentos que for servir. Trabalhe com mercadoria fresca e de qualidade. Na dúvida, faça o certo e opere com a qualidade total.

Sinais de segurança no trabalho

24/05/2019
por Luís Magalhães

A sinalização de segurança fornece indicações ou obrigações relacionadas perante situações de potencial perigo. A utilização de uma sinalização adequada ajuda-nos a prevenir os riscos, mas apenas como um complemento das medidas de segurança adoptadas, dado que a sinalização não elimina o risco totalmente.

De modo a geral, a sinalização deve ser utilizada para:

  • Identificar e facilitar a localização dos meios ou instalações de proteção, evacuação, emergência ou primeiros socorros;
  • Avisar da existência de determinados riscos, proibições ou obrigações;
  • Alertar sobre situações de possível emergência que exijam medidas de proteção;

Os vários tipo de sinais de segurança de segurança:

Sinais de obrigação

Sinais de perigo

Sinais de aviso

Sinais de emergência

5 ideias para promoções de bares e cafés

17/05/2019
por José Ferreira

Oferecer produtos de qualidade e ter um bom atendimento é praticamente obrigatório em qualquer negócio na industria da Hotelaria & Restauração, mas como esta industria é conhecida pela sua concorrência feroz entre bares e restaurantes, estes dois aspectos já não são mais suficientes.

Por isso, além de promover seu negócio de uma maneira correta e medir os seus resultados com frequência, uma maneira de se diferenciar dos outros é através das promoções ocasionais no seu estabelecimento.

Pode parecer complicado de fazer, mas não é! Alguns exemplos de promoção funcionam, inclusive, para todos os tipos bares e restaurantes e não têm necessidade de fazer um grande investimento.

Para você se inspirar, trazemos 5 ideias de promoções para bares neste post.

Programa de fidelização

Para estimular os clientes a voltarem ao seu bar, aposte em programas de fidelização.

Através do tradicional cartão, que deve ser preenchido para ganhar em troca de um prêmio, ou algo mais moderno, como aplicações.

O importante é estimular seus clientes a consumirem no seu bar, compensando-os com algo em troca dessa fidelidade.

Desconto de aniversários

O desconto para pessoas que fazem anos já é um clássico das promoções dos bares.

Oferecer uma bebida, entrada gratuita, sobremesa ou até o prato para a pessoa no dia do seu aniversário é uma forma de atrair novos clientes para o seu estabelecimento.

Isso porque muito provavelmente as pessoas levarão amigos e estes consumirão outros produtos, movimentando o seu estabelecimento.

Promoções em datas comemorativas

Que tal aproveitar datas comemorativas como o Dia dos Namorados, Dia dos Pai e outros dias que possam ter relação com o universo dos bares e cafés, como o Dia da Cerveja por exemplo.

Embora esta não seja uma estratégia de fidelização, é uma boa maneira de estimular as pessoas a falarem d o seu bar.

Para não perder o momento o melhor é montar um calendário anual com as datas que fazem sentido para o seu negócio.

Beba 2 pague 1 

Esse tipo de promoção incentiva o marketing boca a boca e vai certamente movimentar o seu bar.

No entanto, tenha o cuidado da sua margem não cair, com este tipo de promoção e faça ocasionalmente esta promoção.

Happy hour

O happy hour é outro clássico das promoções dos bares.

Especialmente se o seu bar estiver perto de áreas comerciais e empresariais, procure fazer promoções entre quartas e sextas, em horários como das 18h às 21h.

Uma cerveja ou um cocktail com desconto é uma boa opção para atrair pessoas que estejam a sair do trabalho e procuram um local para relaxar.

Onde divulgar as suas promoções

Não adianta montar uma promoção interessante se os seus clientes ou possíveis clientes não ficarem a saber, certo?

Por isso, depois de criar a sua oferta, está na hora de divulgá-la nos canais ideais.

Redes sociais

Dentre os mais conhecidos, estão as redes sociais.

Facebook e Instagram são as mais importantes.

Como o alcance orgânico dos posts tem diminuído, especialmente no Facebook, você pode investir nos anúncios através da localização para atingir as pessoas que estão na mesma região do seu bar.

É um investimento pequeno que costuma dar bom retorno!

Google My Business 

Sabe quando as pessoas digitam um nome de um bar no Google e aparece como resultado o endereço, o horário de funcionamento, e outras informações?

Isso é devido ao Google My Business.

Mesmo que você não tenha um site, registra-se no Google My Business é o mínimo que você pode fazer pela sua empresa na internet.

Email e blog

Outros canais que pode investir são o Email Marketing, para divulgar as suas promoções, e blog, para tornar-se referência no seu mercado de atuação.

Só é importante, no caso do email, enviar mensagens somente para quem demonstrou interesse.

 

Se necessitar de mais ajudas não contacte a Lendas Sublimes para o ajudar em revolucionar o seu negócio

 

10 Dicas para aumentar o número de clientes no seu estabelecimento

13/05/2019
por José Ferreira

Como dono ou gestor de estabelecimentos de restauração & hotelaria, é cada vez mais necessário concentrar as suas energias em melhorar o serviço que está a prestar de modo a atrair mais e melhores clientes, e manter os atuais. Existem algumas ideias simples que pode introduzir e não exigem um grande investimento.

Ter presença online

Se não tem presença online então é como se não existisse. Deve ter um site ou página nas redes sociais que explique o conceito do seu estabelecimento, dirigido ao seu público-alvo, que deverá alimentar diariamente através de posts sobre as músicas que costuma passar no seu estabelecimento, fotografias dos pratos e bebidas que costuma servir. Ter internet wi-fi, aberta para os seus clientes, é imprescindível atualmente e os seus clientes vão apreciar muito.

Um menu simples

O cardápio do seu café é um dos rostos principais do seu estabelecimento. Por isso não o complique. Deve ser legível e com os preços corretos de modo a permitir ao cliente uma leitura rápida. Deve entregar o pedido o mais rápido possível. Lembre-se de colocar os produtos com mais sucesso e mais caros no topo da lista. É aí que a atenção e concentração do cliente se foca primeiro, pois regra geral uma pessoa lê sempre de cima para baixo.

Ter um bom atendimento 

O seu estabelecimento deverá por se esforçar em ter um bom ambiente. Os funcionários devem ser atenciosos e refletir a identidade do seu espaço. Poderá ter o melhor café da cidade, mas se tiver um mau atendimento, o cliente não regressará.

Ter calma com os clientes

Precisa de ser uma pessoa muito paciente e calma para gerir um estabelecimento de restauração, pois trabalhar no atendimento ao público não fácil. Nem sempre o cliente tem razão, mas não prejudique a imagem do seu estabelecimento por causa de um caso pontual. Os seus funcionários devem ter a mesma atitude.

Crie promoções semanais

Os clientes gostam de promoções. Agora que está a chegar o Verão, apresente todas as semanas um chá frio ou  outra bebida refrescante com uma promoção. Este é apenas um exemplo, poderá usar outros produtos que queira para acabar com o stock. Poderá também sempre que conseguir dar um mimo aos seus clientes. 

Dê nomes criativos às suas bebidas e pratos

Tente ser criativo e criar nomes originais que atraiam a atenção dos seus clientes. Se batizar uma mistura de ervas como o chá da paixão, por exemplo, vai ter muitos casais que por brincadeira o vão pedir. É muito mais interessante do que pedir um chá de cidreira. 

Não se acomodo e inove nos seus pratos e bebidas

Se o seu estabelecimento serve algumas refeições, deve manter os seus pratos base fixos, mas também inovar todos os meses de modo a atrair novos clientes e a curiosidade dos antigos. Não se acomode com o que já está feito. Procure sempre surpreender.

Mantenha preços competitivos

Se os seus fornecedores aumentarem os preços, não se esqueça de aumentar os seus mas subtilmente.  Perder dinheiro não é o seu objetivo, mas sim ganhar. Não se esqueça disso.

Crie pequenos eventos

Se tiver espaço e condições dinamize culturalmente o seu. Poderá criar noites temáticas, contratar músicos, criar um clube de leitura, ou uma noite de quiz, não se esqueça que só deve aventurar-se para este sector se estiver numa situação confortável e analisar muito bem se o risco poderá compensar.

Cuide dos seus clientes mais fiéis

Embora em Portugal, a moda dos cartões de fidelização em cafés e snack-bares já esteja muito popularizada. Se não tiver meios para criar um cartão, não se esqueça de mimar de vez em quando os seus clientes mais fiéis. Nem que seja no dia do aniversário, ofereça-lhe um café. O importante é fazê-los sentir-se bem.

Mas se precisar de ajuda e de uma parceiro certo para isto acontecer, poderá sempre contar com a Lendas Sublimes para o ajudar a revolucionar o seu negócio e aumentar o número dos seus clientes.

4 bebidas refrescantes procuradas em dias de calor

03/05/2019
por Luís Magalhães
calor
Nos dias de calor, uma preocupação das pessoas é em manterem-se hidratadas. No entanto, beber água constantemente torna-se aborrecido e começa então a procura de bebidas refrescantes mais prazerosas.
A Lendas Sublimes, atenta as tendências do mercado e aos seus clientes, apresenta 4 das bebidas mais procuradas pelos consumidores nos dias mais quentes.

Smoothies
Uma bebida espessa e cremosa feita de frutas, vegetais e produtos lácteos, geralmente usando um liquidificador para poder torna-lo líquido. Com os Smoothies da Lendas Sublimes não é necessário qualquer liquidificadora, para a sua preparação é apenas necessário juntar o pó ao liquido (leite ou água) e fazer a sua bebida.

Limonada
Limonada é o nome que se dá ao sumo de limão, ou seja, o sumo de limão dissolvido em água, normalmente misturado com açúcar ou adoçante. Mas nem só de limão se faz limonada. A Lendas Sublimes atenta as tendências de mercado e para satisfação dos paladares mais exigentes, lança agora 10 novos sabores de limonadas com variadíssimas frutas, sempre refrescantes, diferentes, coloridas e saudáveis.

Chocolates Frios
Ideal para aqueles dias de mais calor em que apetece adoçar a boca com chocolate e que ao mesmo queremos algo refrescante. É a escolha daqueles que querem refrescar-se, mas sem deixar o sabor do chocolate de lado.

Granizados
Bebidas refrescantes cheias de cor e sabor, são apenas necessários dois passos para preparar estes granizados coloridos feitos de fruta, um é misturar o nosso preparado com água e o outro é juntar com muito gelo e servir.

Admissão de Animais nos Estabelecimento de Restauração

02/05/2019
por José Ferreira

Foi já a partir de 2018, com a Lei n.º 15/2018, de 27 de março, a possibilidade da permanência de animais de companhia em estabelecimentos comerciais, sob condições específicas, procedendo à segunda alteração ao regime jurídico de acesso e exercício de atividades de comércio, serviços e restauração.

Assim, é permitida a permanência de animais de companhia em espaços fechados, mediante autorização da entidade exploradora do estabelecimento expressa através de dístico visível afixado à entrada do estabelecimento, sendo sempre permitida a permanência de cães de assistência, desde que cumpridas as obrigações legais por parte dos portadores destes animais.

Esta permissão tem como limite a permanência em simultâneo de um número de animais de companhia determinado pela entidade exploradora do estabelecimento, de modo a salvaguardar o seu normal funcionamento.

Diz ainda a Lei, que deverá existir uma área destinada aos animais de companhia, cumprindo as seguintes regras:

  1. No caso de o estabelecimento conter dístico de admissão de animais de companhia, a entidade exploradora do estabelecimento pode permitir a permanência dos mesmos na totalidade da área destinada aos clientes ou apenas em zona parcial dessa área, com a correspondente sinalização.
  2. Os animais de companhia não podem circular livremente nos estabelecimentos, estando totalmente impedida a sua permanência nas zonas da área de serviço e junto aos locais onde estão expostos alimentos para venda.
  3. Os animais de companhia devem permanecer nos estabelecimentos com trela curta ou devidamente acondicionados, em função das características do animal.
  4. Pode ser recusado o acesso ou a permanência nos estabelecimentos aos animais de companhia que, pelas suas características, comportamento, eventual doença ou falta de higiene, perturbem o normal funcionamento do estabelecimento.

Existem assim disponíveis os dísticos referentes à permissão e proibição de entrada a animais de companhia.

Consoante a sua escolha, deverá afixar o dístico correspondente. 

Se optar pela permissão à entrada de animais, deverá preencher o campo “lotação”, onde deverá constar o número limite de animais que poderão permanecer em simultâneo no seu estabelecimento.

No campo “condições” (caso existam), servirá para descrição das espécies de animais de companhia permitidos/proibidos, as zonas onde são permitidos/proibidos, horários de permissão/proibição, etc.).

23 Formas de recompensar os seus funcionários de forma original

16/04/2019
por José Ferreira


Todos os funcionários de uma empresa, loja e instituição gostam de ser recompensados pelo seu trabalho e dedicação, neste artigo enumeramos mais de 20 formas para um patrão, diretor ou gestor de equipa poder o fazer.


Confirma em baixo as 23 formas:

1. Horários flexíveis: permita que a sua equipa trabalhe quando se sente mais rentável. A flexibilidade pode ser valiosa para quem trabalha consigo.

2. Uma nota de agradecimento: dizer “obrigado” sobre alguma acção específica pode ser muito recompensadora. Faça-o individualmente mas de forma autêntica, como por exemplo, deixar uma nota em cima da secretária ou no cacifo.

3. O escritório do chefe: troque de secretária com o seu empregado, por um dia. Cada um continua com as suas funções mas em espaços de trabalho diferentes.

4. Estacionamento privilegiado: recompense os seus funcionários com um lugar de estacionamento principal.

5. Dia de folga à escolha: ter um dia de folga é sempre recompensador, principalmente quando podem escolher o dia.

6. Excursão: leve os seus funcionários para uma visita às instalações de um fornecedor, por exemplo. É uma forma divertida de aprender mais sobre quem trabalha convosco.

7. Café Gourmet: substitua o café habitual por uma seleção de cafés gourmet exclusivamente para a equipa.

8. Pequeno-almoço: ofereça um pequeno-almoço diversificado à sua equipa e ajude-os a servirem-se.

9. Carros a brilhar: contrate alguém para lavar os carros dos funcionários enquanto estão a trabalhar.

10. Atribua um nome: nomeie um espaço no seu escritório com o nome do melhor funcionário do mês. Vá alterando o nome todos os meses.

11. Formação: pergunte-lhes o que gostavam de aprender e contrate um formador para realizar uma sessão – aula de culinária, por exemplo.

12. Agradeça: Apenas diga “Obrigado”. É uma palavra bastante poderosa e por vezes basta ser sincero para o empregado se sentir reconhecido.

13. Bilhetes da lotaria: dê-lhes a hipótese de ganharem dinheiros oferecendo bilhetes para lotarias e outros jogos.

14. Musica: se o seu escritório tem música de fundo, deixe os seus funcionários definirem a playlist por um dia.

15. Empregado do mês: atribua este título mensalmente e recompense o funcionário eleito.

16. Reuniões: quando um funcionário tem uma boa ideia ou finaliza um projeto faça-lhe referência nas reuniões da empresa.

17. Dia da família: escolha um dia em que os funcionários possam trazer a família para a empresa para alguma atividade.

18. Churrasco: organize um almoço churrasco para os funcionários e as suas famílias.

19. Decorar nomes: decore o nome de todos na empresa e utilize-os. Por exemplo, em vez de apenas agradecer diga “Obrigado João”.

20. Prémios de carreira: faça um quadro onde reconhece todas as pessoas que já trabalharam na empresa pelo menos um ano.

21. Dia da Inovação: reserve meio dia na semana onde possam trabalhar num projeto pessoal ou em algo que queiram desenvolver.

22. Atribuir nomes: atribua o nome de um funcionário a um produto ou prémio que ele tenha sugerido.

23. Respeito mútuo: todas as formas de reconhecimento podem ser desvalorizadas se não respeitar os seus colaboradores em tudo o que faz e diz

Saiba quais são os 5 pontos de uma carne grelhada

10/04/2019
por José Ferreira

Nos estabelecimentos que se trabalha e se confeciona pratos mais elaborados, como carnes e peixes, os cliente na hora de pedir o nível de ponto de carne são muitos exigentes, e compete então aos funcionários da casa, empregados de mesa e cozinheiros saber quais os níveis e nomes dos pontos de grelhados da carne.

 

1 - SELADA 

Tempo na grelha: 1 minuto (30 segundos de cada lado)
Resultado: levemente cozida na superfície e crua no interior

 

2 - MAL PASSADA

Tempo na grelha: 2 minutos (1 minuto de cada lado)
Resultado: a carne ganha uma crosta acastanhada e o interior continua vermelho vivo

 

3 - AO PONTO

Tempo na grelha: 4 minutos (2 minutos de cada lado)
Resultado: a superfície fica uniforme e caramelizada e no centro permanece um tom rosado

 

4 - AO PONTO PARA BEM

Tempo na grelha: 5 minutos (2 minutos e meio de cada lado)
Resultado: exterior já bastante cozinhado; o tom rosado no centro é reduzido

 

5 - BEM PASSADO

Tempo na grelha: 7 minutos (3 minutos e meio de cada lado)
Resultado: carne cozida de forma uniforme num tom escuro; grande parte dos sucos da carne perderam-se

Comentários

Sem comentários

Deixe-nos a sua opinião